Como prevenir a obesidade para uma vida saudável?

O objetivo da campanha do Dia Nacional de Prevenção da Obesidade é colocar em pauta o debate sobre o tema e trazer ações para melhorar a qualidade de vida, visando transformar os hábitos alimentares e acrescentar a prática de atividade física.
Algumas dicas são muito eficientes para prevenção:

– Aumente e varie o consumo de frutas, legumes e verduras;
– Reduza o consumo dos alimentos gorduroso;- Reduza o consumo de doces, bolos e biscoitos;
– Evite o consumo de bebidas alcoólicas e refrigerante;
– Seja ativo! Faça 40 minutos de exercícios por dia;
– Faça tudo para ter um sono reparador.

São mudanças do dia a dia que podem transformar o seu futuro.

Sobrepeso e obesidade

👉 Muitas pessoas acreditam que sobrepeso e obesidade são sinônimos, porém, essas palavras representam duas condições diferentes.

Para diferenciá-las, é necessário analisar o Índice de Massa Corporal (IMC), um padrão utilizado pela Organização Mundial da Saúde para identificar quando uma pessoa está ou não acima do peso. O IMC é o resultado de uma fórmula que divide o Peso pela altura ao quadrado (IMC = Peso / Altura ²).

A obesidade é relatada quando o paciente possui um IMC igual ou maior que 30 kg/m² e possui acúmulo de gordura excessivo quando comparado à massa magra do corpo. As causas podem ser diversas: genética, maus hábitos, disfunções endócrinas, entre outras.

Pode-se ainda dividir a obesidade em grupos pelo IMC, que de 30 a 34.9 representa obesidade grau 1, de 35 a 39.9, grau 2 e acima de 40 grau 3.

Quando uma pessoa apresenta IMC entre 25 e 29,9, ela está na categoria de sobrepeso, de acordo com o índice. Um indivíduo nessa condição pode ter ou não acúmulo excessivo de gordura.

O método para classificar obesos pelo IMC tem suas falhas. Já que não leva em consideração a composição corporal. Um fisioculturista de 100kg e 8% de gordura corporal pode ser considerado obeso pela simples fórmula do IMC. Por isso a obesidade é definida pelo IMC elevado e acúmulo de gordura.

Para definir a composição corporal, estimando o percentual de gordura, podemos utilizar a bioimpedância, a densitometria de corpo todo, a ultrassonografia e até tomografias, mas esse é assunto para outro post.

Alimentação consciente no processo de emagrecimento

👉 A verdade é que o emagrecimento é muito mais do que contar calorias: é uma mudança de atitude, pensamento e visão sobre a alimentação e a saúde.

A comida não pode ser vista como uma vilã, mas sim como uma aliada. É preciso dominar a si mesmo e fazer boas escolhas para o organismo.

A Nutrologia é responsável por auxiliar essa reeducação alimentar, buscando novas formas de se nutrir, de acordo com as necessidades particulares de cada indivíduo. Ao enxergar a comida de forma negativa, maiores são as probabilidades de desenvolver distúrbios alimentares.

Por isso, para que seu processo de emagrecimento seja saudável e ideal para seu corpo, consulte um Nutrólogo e veja como sua saúde pode ser diferente com os métodos adequados! 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin